Sobre timidez e amores platônicos

14:16



Sou uma tímida de carteirinha. Se houvesse um Clube dos Tímidos certamente eu seria a líder. Aliás não, pois tímido que é tímido não pode liderar nada, Deus me livre encarar várias pessoas e expressar frases motivadoras, erghhh! Dentre as milhares de consequências da timidez, está a imensa dificuldade em lidar com relacionamentos. Mas peraí, tímido não ama? Pelo contrário meu caro leitor, nós amamos muito, talvez até mais do que as pessoas "normais". Pois amamos todo dia um Ser diferente, as vezes vários em menos de 24 horas. A diferença é que os amados nem sabem da nossa existência.

No meu caso geralmente começa assim: Lá estou, quieta e distraída lendo um livro qualquer no ônibus. Eis que passa pela roleta O Ser. Geralmente não é lindo, no máximo é medianamente bonitinho. Mas tem que possuir algo peculiar que o torne instantaneamente objeto de desejo: Cabelo longo e desgrenhado, óculos com armação fora de moda, um livro que eu goste muito debaixo do braço, camisa preta ou azul marinho (alguém me explica a razão para roupas escuras deixarem os homens tão sexy?). Imediatamente começo a imaginar a voz d'O Ser, como suas mãos são macias, como o destino vai se encarregar sozinho de fazer com Ele me perceba tome a iniciativa de falar comigo e eu não gagueje ou tenha um infarto fulminante em seguida. 

Mas aí ele solta do ônibus e eu continuo a viagem, sem dar a mínima para o livro em meu colo, pois estou mais ocupada escolhendo mentalmente nosso destino da Lua de Mel.

You Might Also Like

9 comentários

  1. Adoreei,também sou tímida, será que os tímidos tem uma facilidade de sonhar com amores platônicos? Bom, por experiência própria acho que sim! Beijoocas!!

    ResponderExcluir
  2. LAMARTINE FERREIRA DE SOUZA5 de dezembro de 2015 13:21

    Sou desse tipo: se a mulher conversar comigo e for gentil, já imagino nosso casamento com a igreja enfeitada de flores de laranjeira, uma orquestra com 2 violinistas e um trompetista [ porque SIM U________U ] e a daminha de honra toda de PRETO. Imagino nossa casa mobiliada num bairro paulista qualquer, financiada pela CAIXA em 10 anos. Me internem!

    ResponderExcluir
  3. Ei Brunaaaaaa, tudo bem com você?
    Logo de cara Blair Waldorf e Chuck Bass, seguidos de amores platônicos e Jout Jout.
    Tem certeza que esse blog não é meu? Hahahahaha
    Adorei o seu cantinho, por favor não pare de escrever.
    Beijos Beijos Beijos e até :*

    ResponderExcluir
  4. Oi Bruna!
    Acho que no Clube dos Tímidos, o líder teria que ser o menos tímido ou então um mestre de cerimônias externo não-tímido para fazer a mediação, senão ninguém conversaria e o clube não teria como existir. Seria um clube paradoxo. Sendo assim, o "tímido dos tímidos" na verdade não seria o líder e sim o ser mais recluso, quase um eremita que mal se deixaria ver por vergonha de chamar a atenção. Ele seria uma lenda entre os tímidos "nível médio" do clube, que só falariam dele sussurrando.
    Brincadeiras à parte.
    Eu sou o que pode ser chamado de uma ex-tímida com recaídas eventuais. Entendo perfeitamente isso tudo que você está relatando.
    Sou daquelas que começava a fazer amizades quando o ano escolar estava acabando, e isso quando acontecia de alguém falar alguma coisa sobre algum assunto que eu dominasse, assim conseguia responder algo que não fosse sim ou não gaguejando enquanto sentia as bochechas pegando fogo.
    Não sei se foram as experiências vividas, as amizades certeiras ou a maturidade em si, (ou cansar de estar sempre me sentindo à margem de tudo) mas fui perdendo a timidez, a vergonha de fazer as coisas, de me fazer ouvir, do que fossem pensar, de que estavam me vendo... por uns tempos, adotei o lema de "você só precisa de 3 segundos de coragem", saltar no precipício de levantar a mão e fazer um comentário sem medo do ridículo, e após algumas tentativas descobrir que já não fico mais vermelha. Foi libertador.
    É claro que não é algo tão fácil de superar, então vez por outra tenho algumas recaídas... e escrever, ah, escrever! A salvação dos tímidos para a comunicação, não é mesmo?
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Também sou me considero um pouco timida, mas depende de quem são as pessoas que estão ao meu redor se for amigos de escola fico numa boa agora se for desconhecidos fico boba...
    Sobre esse cara no õnibus sou desse modo, quando vejo alguem extremamente sexu já imagino mil e umas coisas rs..
    Beijos!!


    www.sempremorenaantenada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Eu também sou tímido... mas isso tem cura.
    Faça mais qualquer coisa quando o "Ele" se cruzar consigo.
    Por exemplo: se estiver longe, olhe para ele até que ele repare; se estiver perto, deixe cair o livro...
    Gostei do seu blogue.
    Bruna, tenha um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Achei seu texto lindo. realmente há muitas pessoas tímidas que precisam sair desse casulo. Mas, para muitos é temporário como foi pra mim. Eu era muito tímida mas, passou rs
    Parabens pelo texto.
    Beijos!


    www.meumundosecreto.com.br

    ResponderExcluir
  8. hahahahaha quem nunca né deixou o amor da vida escapar por falta de oportunidade ou coragem pra mostrar que vc existe! só o tempo cura timidez, falo por experiência própria pois com 13 anos era a mais tímida do mundo! ate cheguei a entrar em um clube de xadrez pro garoto da minha sala me notar mesmo sentando do lado dele todo o dia! e quando ele falou comigo na nossa primeira partida eu só faltei infartar!!!

    ResponderExcluir
  9. Oi Bruna! Que bacana o teu texto! Tenho essas paixonites desde quando comecei a andar de ônibus sozinha e a reparar nas pessoas! haha

    ResponderExcluir

Já falei demais!Deixe seu recado:

Like us on Facebook

Flickr Images