Pular para o conteúdo principal

Postagens

Sonhos visíveis

Sempre duvidei da lei da atração, mural de sonhos, poder da mente, dentre outros termos que na minha cabeça eram muito coisa da galera "good vibes gratiluz".  Mas 2020 foi tão complicado que resolvi aderira certas práticas, pois se bem não fizesse, tampouco pioraria a situação. Então deixei meus dois objetivos mais importantes e urgentes ao alcance de meus olhos: Escrevi sobre eles, desenhei, coloquei imagens relacionadas no papel de parede do celular, fiz colagens e deixei próxima à cama. Resultado: Ambos foram realizados.  Continuo sem acreditar em magia, ou forças sobrenaturais. Mas tenho certeza que algo em mim e na minha vida se modificou tornando meus sonhos visíveis. Ideias são poderosas demais para ficarem restritas na mente, precisam ser livre e alcançar o mundo aparente. Por isso, começo 2021 com novos murais, com objetivos e inspirações para meu crescimento profissional, acadêmico, artístico e físico.  *Me inspirou a escrever esse post: Desafio Criativo ESCREVENDO
Postagens recentes

Resenha do livro "Justiça - O que é fazer a coisa certa"

A longa espada é segurada com firmeza em uma das mãos, enquanto na outra uma delicada balança permanece intacta. O tecido em sua face não a perturba, pois Justitia não precisa ver para descobrir que necessitam de sua ajuda. Os humanos estão perdidos, afundados em seus próprios crimes, desesperados por esperança e salvação. Ela ergue a espada, pronta para fazer sentir nas inúmeras peles e peso do metal em busca de sangue redentor. Mas há tantas vozes em desarmonia, cada uma com uma prece distinta, que Justitia precisa retirar a venda que cobre seus olhos. A luz escandaliza sua visão, mas aos poucos surge uma infinidade de cores e formas. Os pratos da balança movem-se, e nenhum acostuma-se ao alto ou ao baixo. E a espada tem não apenas a função de obrigar ao ser utilizada com força, mas também pode conferir uma honraria quando delicadamente encostada no ombro de um guerreiro.   Você gostaria de viver em um mundo mais justo? Se fizermos esta pergunta há diferentes grupos de pessoas, c

Primeiro recebido: Omo Proteção Micelar

Você sabe que realmente virou gente grande quando fica toda feliz em receber sabão em pó! Sim, fui notada pela Omo! Recebi uma caixa da novidade "Omo Proteção Micelar", e vou contar um pouco sobre o produto: A proposta é limpar profundamente, porém sem agredir os tecidos, e sim tratando-os a cada lavagem. o sabão não tem perfume e é hipoalergênico. Ou seja, é ideal não apenas para roupas delicadas, mas também para pele sensíveis. Usei em algumas lavagens, e realmente não deixa cheiro. Mas conseguiu tirar aquela caatinga braba de suor pós academia (olha eu me expondo na internet). As roupas ficaram macias, ficou bem gostoso o toque. Achei a sensação parecida quando usamos condicionador no cabelo, saca? Parece que realmente tratou os fios dos tecidos. Fica a dica, especialmente se você não curtir cheiro forte, tiver roupas delicadas ou quiser dar uma renovada naquela peça antiga.

Linda

Antes mesmo de tocá-la, já a amava. Suas curvas, nem sempre suaves, reluziam estonteantes sob o sol ardente. Desde o primeiro segundo vi que era linda, forte, intensa e poética. E logo soube que não seria um amor fácil. Me aproximei cuidadosa tentando conhecê-la. Sua aparente simplicidade me comoveu, deixando-me vulnerável para seus mistérios. E enquanto te acariciava docilmente fui tragada por sua intensidade, me consumindo com seu calor. Precisei retomar o fôlego, e enquanto descansava admirei fascinada suas muitas cores. Doce e picante, alegre e dramática, recatada e selvagem: Ó, Linda, você me seduziu. Minha partida não foi dolorosa, pois tenho certeza que nos veremos novamente. *Texto inspirado em minha rápida viagem a Olinda

Eu adoro me perder em letras: Projeto Escrever sem Medo

Eu adoro caminhar entre as linhas, mesmo não sabendo aonde vou chegar. Por vezes corro em disparada através dos verbos, até parar em um enorme lago de plácidas águas. Então começo a nadar, amando sentir o líquido fresco rodeando minha pele. Mergulho e percebo que há um outro mundo sob a calmaria, e tento guardar cada detalhe, antes que meu fôlego termine.  Ultrapasso a faixa d´água e volto a andar, bem devagar, como que a postegar ao máximo o destino da caminhada. Mas então lembro que novas viagens me esperam e volto ao ritmo inicial. Tudo que vi, ou melhor, li, estará para sempre em minha memória. Fecho o livro, pronta para uma nova jornada. *Post para o Projeto Escrever sem Medo (Saiba mais) . O tema de abril é "Eu adoro...", e resolvi falar um pouco do meu amor pela leitura.

Chocolate com pimenta

Dentro da discreta embalagem reside um aparente chocolate comum, idêntico a todos os outros que passaram por sua boca. Desembrulha o plástico sem maiores expectativas, sentindo na primeira mordida um doce agradável, confortável para paladares menos atentos.  Tal como chocolate, fui derretendo com seu calor, acalentando seus lábios com delicado sabor. Mas não sou apenas açúcar e cacau. Quando suas papilas já se acostumavam com meu gosto explodi em em ardor de pimenta travessa, rebelde e livre, acordando sua língua e causando saudade em sua boca.

Uma música, um texto: Reaprendendo a amar

Reencontrar seus olhos sorridentes me fez tão bem... Sentir novamente seus braços a me enlaçarem com força, apertando meu frágil corpo até torná-lo ainda menor, a ponto de caber por inteiro em seu abraço. Eu havia esquecido como sua pele era morna, como um sol de fim de tarde a acalentar a preguiça e amores preguiçosos. E poucos minutos foram necessários para dissipar qualquer mágoa.  Percebi que sim, ainda é amor. Mas não nosso amor desesperado, a nos afogar em paixão. É amor calmo como sua fala mansa e arrastada. De repente todas as palavras cruéis e cortantes se tornaram meras crianças travessas, a brincar de serem más. Nossos travesseiros já esqueceram nossas lágrimas, seu rosto já não tem mais aquele arranhão que te fiz, e que doeu mais em minha carne que na sua. Nossas vidas seguiram rumos opostos, e afastados aprendemos o mais sublime amor.