Carona

17:42

Para se ter uma leve ideia do que é pegar carona na moto de meu pai:

-Pai, é na próxima entrada à direita, viu?
-Tá.
-Tá vendo aquela sinaleira? É só virar à direita.
-Aham.
-Não esqueça, di-rei-ta
-Ih menina, já sei, não sou surdo!
-Foi mal, só pra deixar bem claro pra você não...EI, ONDE CÊ VAI? DIREITA!DIREITA!
-Ouvi você falar DIRETO!Tem nada não, é só eu dar a volta aqui mesmo...
-OWWW, É CONTRAMÃO! VÔ MORRER!PÁRA PAI, VAMO MORRÊ, AFFF,AÍ NÃO PAI, O ÔNIBUS, MORRI JÁ!Ó A DIREITA AÍ!!!!
-Pronto Bruninha, calma, não tem motivo pra se desesperar!



You Might Also Like

4 comentários

  1. Como vou descrever a sensação de andar na garupa da moto do meu sogro ( O Sr. Ademir da narrativa) : "-EU SOU TÃO JOVEM PRÁ MORRER =[ "

    ResponderExcluir
  2. As ruas de Salvador não são tão perigosas quanto as da cidade de São Paulo. Mas, com o Senhor ADEMIR na motocicleta, mudei meus conceitos. O "modo de dirigir" dele é, digamos, "rústico". Na primeira vez que experimentei eu me redescobri como "CAGÃO" O.o

    ResponderExcluir
  3. No fim de cada viagem eu, em sentido figurado, queria "pular fora do barco" antes do fim. Era 'menos perigoso', creiam U.U

    ResponderExcluir
  4. Espero não ser tão 'rústico' quando eu tiver minha própria motocicleta e não arriscar minha vida e nem dos meus futuros filhos com a Bruna *_____* (Isso se ela quiser ter filhos...ela já contou sobre isso no blog prá vocês??? Ela não quer ter não U.U)

    ResponderExcluir

Já falei demais!Deixe seu recado:

Like us on Facebook

Flickr Images