Afogada

10:42


Queria com tal sofreguidão ser amada que ao agarrar-se a um desavisado apaixonado não o deixava escapar. Como afogada em alto mar, desesperada puxava o amado que viera salvá-la para as profundezas. Seu amor era pesado, mal havia espaço para respirar.
Ela sabia que deveria parar. Ser leve, deixar sua ausência ser sentida, não implorar por amor. Mas sua alma era sedenta, sua mente insegura, seus olhos chorosos e seu corpo carente. Tinha medo de afogar-se na solidão. Quem poderá resgatá-la sem morrer tentando?

*Primeiro post do ano. Quem sabe me animo a escrever/desabafar mais em 2012?
*Muitos planos, tantos sonhos que até fico zonza ao pensar neles. 

You Might Also Like

6 comentários

  1. Tava sentindo falta dos seus posts!!! sempre passava aqui pra espiar algo novo...
    Apesar que ultimamante eles só têm um tema: oh, o amor! :D
    Mas não é uma queixa não, viu? continue desabafando que a gente continua lendo/escutando atentamente =]
    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Lindo, lindo!! Acho que estamos na mesma né.. srsrs!!
    Desabafa mesmo, desabafa que faz bem! Renova as forças pra escrever!

    ResponderExcluir
  3. que texto bonito *--* adorei!
    sério que me achou parecida? todos dizem isso;.; só eu e ele que não nos achamos nada parecidos;.;

    ResponderExcluir
  4. Olá. Estive por aqui dando uma olhada. Interessante. Apareça por la. Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Nossa, gostei muito. E pra ser o mais sincera possível: você descreveu como eu estou hoje. =(

    ResponderExcluir
  6. Escreva mais em 2012 e que realize todas as coisas que tu quer!

    Assista ao filme que eu indiquei, talvez você também veja a vida com outros olhos.

    ResponderExcluir

Já falei demais!Deixe seu recado:

Like us on Facebook

Flickr Images